domingo, 18 de abril de 2010

PIMENTA CHI-CHIEN


Espécie: Capsicum annuum.
Origem: China
Pungência: 70,000 SHU
Seu nome deriva da expressão chinesa “T'ai Chi Chien” (a espada de T'ai Chi), por seu formato lembrar o das espadas usadas pelos antigos feiticeiros e nobres daquele país.
É uma pimenta muito usada na cozinha oriental, e por crescer em uma bela planta, se harmoniza na ornamentação de qualquer jardim ou ambiente. É uma variedade muito resistente, de fácil cultivo, que cresce rápido e produz cedo. Atinge um tamanho de 60 cm de altura por 50 cm de largura, podendo ser facilmente cultivada em vasos. Prefere solos leves e bem drenados, mas com umidade constante, aconselhando-se usar uma cobertura morta na superfície do substrato, feita com palha ou aparas de grama, para diminuir a evaporação da água. Suas hastes, verde-escuras, múltiplas e eretas, possuem pouca ou nenhuma antocianina nodal, com os entrenós muito curtos nas extremidades, o que proporciona a formação de tufos de folhas e pimentas em belos arranjos. As folhas são lanceoladas, de tamanho médio, com 11 x 5 cm.
As flores, únicas por nó, com pedicelo ereto na antese (abertura), aparecem muito próximas das outras, formando pequenos buquês, devido à proximidade dos entrenodos. Possui estigma excerto, anteras de cor cinza e corola de cor branca leitosa, sem macha na base dos lobos das pétalas.
Os frutos assumem posição ereta, formando tufos acima da folhagem, em grupos de até doze pimentas. São longos e delgados, com 7 x 1 cm, com pele fina brilhante de cor verde (imaturo) e vermelho intenso (maduro). Em seu interior, pode ser encontrada uma média de 51 sementes que germinam em um período de 10 a 14 dias. A colheita se inicia 130 dias após a semeadura.
É usada, fresca ou seca, para temperar pratos da cozinha oriental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário